quarta-feira, março 08, 2006

« Why must the youth fight against themselves ? »


A special gig
Originally uploaded by Stuart Murdoch.


Em finais da década de 70, o Reino Unido vivia momentos de tensão e de alguma agitação. Por um lado a situação social existente por todo o território britânico equilibrava-se na ténue linha do desemprego, ao abrigo de políticas de contenção económica, fruto ainda da extenuante saída da segunda guerra mundial. Margaret Thatcher ( a quem os The Specials endereçaram o tema ' Maggie's farm ' ) tinha chegado ao poder ( a 4 de Maio de 1979 ) e por todo o país focos de violência alastravam-se, verificando-se a emergência cada vez maior de grupos extremistas como a National Front, que apelavam a posições racistas face à elevada taxa desemprego. É neste contexto que surge em 1981 o EP Ghost town dos The Specials, um ano após Lynval Goldings, um dos vocalistas da banda, ter sido agredido por membros da National Front numa rua de Londres (originando o tema " Why ? "), um ano após sucesivos motins terem rebentado em várias cidades britânicas ( particularmente em Liverpool ), num ano marcado pela violência de índole racista que instituía um sentimento de medo por todo o Reino Unido.

Terry Hall e companhia, gravaram em 81 um dos melhores EP's da história musical britânica, ao qual decidiram chamar Ghost town, EP esse que nas três musicas que continha se tornou um fiel testemunho e uma activa resposta ao estado a que o país tinha chegado ( da mesma forma como " Down in the tubestation at midnight " dos The Jam também o era! ).

A primeira faixa, Ghost town, poderia ser o estereótipo de uma qualquer cidade naquele momento : cinzenta, marcada pela violência, debatendo-se com o desemprego, na qual a música já não tem lugar ( « Bands won't play no more / too much fighting on the dancefloor » ). A dada altura, Terry Hall interrompe um fantasmagórico orgão e nostalgicamente questiona : « Do you remember the good old days before the ghost town ? ». O tema encerra com um memorável solo de trombone de Rico Rodriguez ( figura maior jamaicana que colaborou com nomes como Prince Buster ).

Não menos importantes são os dois restantes capítulos deste EP : em " Friday night, Saturday morning ", Terry Hall num tom brilhantemente letárgico esconde, por detrás da descrição de uma animada saída nocturna semanal, referências à violência vivida nos clubes nocturnos, ao vazio destes e ao aborrecimento... noites essas que acabavam sempre da mesma forma : « Wish i had lipstick on my shirt / instead of piss stains on my shoes ». Este tema foi recentemente revisitado pelos Nouvelle Vague, no seu primeiro longa-duração. No final deparamo-nos com " Why ", testemunho de Lynval Goldings, do qual basta-nos transcrever as seguintes linhas :

« I just want to live in peace
Why can't you be the same ?
Why should i live in fear ?
This fussing and fighting's insane

With a Nazi salute and a steel capped boot
You follow like sheep inna wolf clothes

So why did you try to hurt me ?
Tell me why, tell me why, tell me why why why ... »

Pedro Sousa

1 Comments:

At quinta abr 06, 11:09:00 da manhã 2006, Anonymous spiv said...

Em Coventry, a Pauline era uma rapariga 2-Tone que se levantava contra certas merdas.

 

Enviar um comentário

<< Home